terça-feira, 25 de outubro de 2016

Confusa!

Perguntaste-me se já não te entendia, respondi que não sei se alguma vez entendi... e a verdade é tão somente essa, como posso entender alguém que é capaz das mais sensíveis demostrações de amor ao próximo, que me fez, um dia, sentir que era especial, que se mostra tão delicado na abordagem dos mais variados assuntos, tão dedicado a causas nobres e ao mesmo tempo tão frio, tão distante, tão egocentrista, tão arrogante e tão ingrato? És tão confuso aos meus olhos... deixo-te eu a pergunta que me assola nos últimos tempos: Pode Alguém Ser Quem Não É? Podes ser tu uma pessoa que eu não conheci? Poder-me-ei ter enganado tanto sobre ti? Talvez um dia, te assome um pingo da sensibilidade que adoras mostrar ao mundo e me respondas...

12 comentários:

  1. Respostas
    1. Nem eu sei se é amor... acho que é mais "pancada", enfim...

      Eliminar
  2. Pensei que tinhas fugido...gosto de te ler aqui, mesmo que seja com a tua "pancada"! ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não fujo, posso me esconder de vez em quando, mas nunca fujo ;)))

      Eliminar
    2. Ainda bem, mas andas numa de jogar às escondidas, é isso? ;)

      Eliminar
  3. ...como Te compreendo. Tem dias que sofro do mesmo[risos]
    Beijo imenso ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há lá coisa mais irritante do que a incoerência?!
      Beijocas ;))))

      Eliminar